ONG de paraibana que mora em Nova York perfura mais de 50 poços para garantir água no Sertão: 'Dar dignidade para o povo'

  • 19/05/2024
(Foto: Reprodução)
Projeto é movido por voluntários e doações que pagam a perfuração de poços e outras ações sociais em diferentes estados do Brasil e EUA. Poço furado pela Love Together Brasil no Sertão da Paraíba Reprodução/Arquivo pessoal/Symony Miguel O projeto de uma paraibana perfura poços para levar água para a população do Vale do Piancó, no Sertão da Paraíba. A organização sem fins lucrativos Love Together Brasil já perfurou mais de 58 poços que atendem escolas, hospitais, creches e comunidades rurais. Com sonhos ambiciosos, a fundadora do projeto iniciou a criação de um "oásis" educacional e esportivo contando apenas com doações de pessoas tocadas pelo projeto. Nascida em Santana dos Garrotes, mas criada em Piancó, no Sertão da Paraíba, a paraibana Geralda Sarraf criou o projeto em 2013, mas só registrou a ONG em 2015. A sertaneja afirma que quer levar para o Sertão oportunidades que ela não teve, e se define como uma pessoa que sentiu na pele as dores dos moradores locais. “Temos que dar dignidade para o nosso povo”, afirma a fundadora. "Quero levar para o Sertão as oportunidades que eu não tive. Eu pedia 'Deus me dá condição de ser gente, porque se me der, eu vou ajudar o povo do Sertão'", afirmou ao g1. Hoje, ela mora em Nova York, nos Estados Unidos, e explica que a organização é americana, realiza ações pontuais nos EUA, São Paulo (SP) e Brasília (DF), mas a intenção mesmo é levar água para o Sertão da Paraíba, atendendo cerca de 23 cidades vizinhas de Piancó, onde o projeto é concentrado. Geralda Sarraf é a fundadora da Love Together Brasil Divulgação/Lipe Freitas Sarraf conta que juntou um time grande para dividir com ela o sonho de criar o projeto, entre eles, celebridades, modelos e empresários. Entre os famosos, a modelo Dainé Sodré, que é embaixadora da ONG, e outros padrinhos e madrinhas, como o músico Di Ferrero, a modelo Cintia Dicker, a apresentadora Fernanda Tavares e a modelo Emanuela Di Paula. Aqui no Brasil o projeto é presidido por Symony Miguel, que começou como voluntária da ONG, em 2015. Ela explica que o objetivo da Love Together Brasil é enfrentar a escassez de água que afeta toda a região. De acordo com ela, a principal ação do projeto é perfurar poços, mas também existe a atuação na defesa dos direitos sociais das crianças e adolescentes nas áreas de saúde e educação. Ainda segundo Symony, os recursos para perfuração dos poços artesianos chegam através de eventos realizados pela Love Together Brasil ou doações diretas de pessoas físicas e empresas. A presidente explica que o custo da perfuração varia com a profundidade de cada poço e outros fatores, como: marcação do local, instalação elétrica, hidráulica, limpeza, vazão, construção da base e caixa d’água. Symony Miguel afirma que um dos poços mais profundos que o projeto perfurou beneficia o Hospital Regional de Piancó, com uma profundidade de 150 metros. Ela explica que o poço, chamado de “Friends2gether”, atende direta ou indiretamente a população de 18 municípios da Região Metropolitana do Vale do Piancó, que são atendidas na unidade, além de várias famílias das comunidades próximas. Poço furado no Hospital de Piancó Divulgação/Love Together Brasil “A Love Together Brasil é movida pelos voluntários” Symony Miguel preside a ONG desde 2020, mas ela começou como voluntária na ação em 2015. Ela também nasceu em Piancó, conta que tem orgulho das raízes dela e lembra das dores causadas pela falta d’água na sua vida. “Durante minha infância e adolescência, inúmeras vezes as aulas foram canceladas por falta de água”, afirmou a presidente. De acordo com ela, os voluntários do projeto estão espalhados pelo país e até mesmo fora do país. “A Love Together Brasil é movida pelo voluntários”, afirma. Symony explica que eles atuam de forma remota, utilizando suas habilidades para apoiar a causa, além daqueles que se dedicam a campanhas de arrecadação de recursos, vão a campo para realizar projetos e visitar outros que estão concluídos. A criação do 'Oásis' A fundadora começou a construção de um “oásis” no Sertão, no último dia 1º de março. A ONG iniciou as obras do Centro Educacional, Cultural & Esportivo Oásis do Sertão, um espaço multifuncional em Piancó para prática de esportes, educação, cultura e saúde. A presidente Symony Miguel explica que esse é o maior projeto da ONG. “Esse centro visa atender crianças, adolescentes e adultos, gerando oportunidades através da cultura, esporte e educação. Queremos realizar sonhos e transformar vidas no Sertão”, afirma. Com doações e parcerias, a organização planeja atender 5 mil pessoas por ano no espaço. Orçado em quase R$ 3 milhões de reais, a finalização da construção do Centro está prevista para o fim de 2024. Projeto iniciou a construção de um centro multifuncional em Piancó, na Paraíba Reprodução/Arquivo pessoal Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

FONTE: https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2024/05/19/ong-de-paraibana-que-mora-em-nova-york-perfura-mais-de-50-pocos-para-garantir-agua-no-sertao-dar-dignidade-para-o-povo.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Top 5

top1
1. Raridade

Anderson Freire

top2
2. Advogado Fiel

Bruna Karla

top3
3. Casa do pai

Aline Barros

top4
4. Acalma o meu coração

Anderson Freire

top5
5. Ressuscita-me

Aline Barros

Anunciantes